O duto de fumaça em um fogão ou lareira

O duto de fumaça em um fogão ou lareira

Uma das partes mais importantes para o bom funcionamento de uma lareira é o conduto de fumos. Graças a este elemento, é possível desfrutar do agradável calor do fogo sem o perigo de fumos e gases contaminarem o interior dos cômodos, além de ajudar as lareiras a lenha a manterem o fogo aceso e evitar que ele se apague por falta de ar.

Para cumprir adequadamente sua função, o conduto deve ser bem fabricado e instalado, além de passar por revisões e tarefas periódicas de manutenção. Se o conduto de fumos não estiver limpo, os resíduos podem obstruir a saída e fazer com que a lareira não funcione corretamente. Uma parte importante dos problemas de funcionamento das lareiras deve-se a um conduto de fumos em más condições.

O que é o conduto de fumos em um fogão ou lareira?

É uma estrutura ou tubulação responsável por conduzir e expelir a fumaça e os gases de combustão gerados durante o processo de queima de combustível (como madeira, carvão, pellets, gás, etc.) para o exterior da residência ou edifício. É um componente essencial para garantir a segurança e o correto funcionamento de um fogão ou lareira.

O conduto de fumos costuma ser fabricado com materiais resistentes ao calor, como aço inoxidável ou cerâmica, e se estende desde a câmara de combustão do fogão ou lareira até a saída para o exterior, geralmente através do telhado ou da fachada do edifício.

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
Minha estufa produz pouco calor, o que posso fazer?

Além disso, este conduto também ajuda a manter a tiragem adequada, que é o fluxo de ar que facilita a combustão e evita a entrada de fumaça e gases nocivos no interior do espaço onde está localizado o fogão ou lareira.

Como deve ser um conduto de fumaça

Independentemente do modelo de lareira que tenhamos ou queiramos instalar, o conduto de fumaça deve ter certas características. Por exemplo, no interior, deve ser sempre de formato circular, ter um isolamento térmico suficientemente resistente para suportar a temperatura alcançada pela lareira e não deve ter ângulos, ou estes não devem ser maiores que 45 graus.

Não deve ser colocado junto a materiais inflamáveis ​​ou no interior de dutos de ventilação, tubulações ou similares. Além disso, o tubo deve chegar até a extremidade da chaminé. Caso contrário, os tijolos resfriarão a fumaça ao sair e sua densidade fará com que ela volte a descer para o interior.

Conducto de humos de HotFireDoor

Não é possível instalar um duto de fumaça para vários aparelhos, como uma cozinha e uma lareira, por exemplo. Cada um deles deve ter sua própria saída para evitar que a fumaça entre na residência. No caso de ter vários dutos próximos, eles precisam ser colocados em alturas diferentes para que a fumaça não retorne pelo outro duto.

O chapéu, peça-chave

Uma das peças com as quais todo duto deve contar é o chapéu. Ele deve ser fabricado e instalado de forma a permitir a saída de fumaça mesmo em condições adversas. Seu tamanho deve ser o dobro do interior da chaminé e protegê-lo da chuva ou de qualquer outro elemento que possa entrar pelo tubo. Além disso, deve ser facilmente inspecionável para realizar as tarefas de limpeza e manutenção necessárias.

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
Dicas para a primeira vez que você usa uma lareira

chaminé

Escolher adequadamente as peças é fundamental para desfrutar do calor de um bom fogo. O duto de fumaça e o chapéu, juntamente com as portas para lareiras sem obras, garantem uma adequada expulsão de fumaça em todos os momentos.

Atualmente, todos os fabricantes se adaptaram aos requisitos da União Europeia para vender seus produtos. Dessa forma, é possível evitar problemas, que geralmente estão relacionados a uma instalação mal feita ou a uma escolha de lareira inadequada para o espaço que se deseja aquecer, seja por defeito ou excesso.