Como instalar um fogão a lenha corretamente e de forma segura?

Como instalar um fogão a lenha corretamente e de forma segura?

Se você está pensando em adquirir um fogão a lenha, talvez você não saiba muito bem como fazer a instalação para aproveitar todo o potencial desse método de aquecimento. A verdade é que não é muito complicado, e em algumas horas você pode ter uma lareira moderna com estilo rústico funcionando perfeitamente. No entanto, as características do ambiente em que você deseja instalá-la influenciam se isso será mais ou menos fácil.

O ideal nesses casos é deixar o trabalho nas mãos de alguém com experiência, preferencialmente um profissional que saiba exatamente o que está fazendo. Dessa forma, garantimos que o fogão funcionará da melhor maneira possível. Se instalarmos o fogão de forma inadequada, corrigir os erros custará muito mais, tanto em tempo quanto em dinheiro.

A seguir, forneceremos um guia detalhado sobre como instalar um fogão a lenha de maneira eficiente e segura, abordando aspectos como os materiais utilizados, a regulamentação e as dicas para garantir um funcionamento ótimo.

Escolha do fogão a lenha adequado

Antes de começar a instalação, é importante escolher o fogão a lenha adequado para sua casa. Considere fatores como tamanho, potência de aquecimento e eficiência energética. Além disso, certifique-se de que o fogão esteja em conformidade com as regulamentações e certificações em vigor em seu país ou comunidade.

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
Medidas de segurança em fogões elétricos

Tamanho e potência de aquecimento

Para determinar a potência necessária, calcule o volume do cômodo onde o fogão será instalado (comprimento x largura x altura) e multiplique o resultado pelo fator de isolamento térmico de sua casa. Por exemplo, se sua casa estiver bem isolada, você pode usar um fator de 30, enquanto se estiver mal isolada, use um fator de 60. A potência de aquecimento necessária (em kW) será o resultado da divisão do volume pelo fator de isolamento.

Desempenho energético

O desempenho energético da lareira é um fator importante a ser considerado, pois determina a quantidade de calor aproveitada da lenha. Opte por lareiras com um desempenho superior a 70%, pois garantem maior eficiência e menor consumo de combustível.

Onde colocar a lareira: espaço e piso

O local onde desejamos colocar a lareira deve ter uma área desobstruída de pelo menos 1,2 metros ao redor.

Especialmente se tivermos elementos inflamáveis, como móveis de madeira, cortinas ou tapetes, tudo isso deve estar afastado de qualquer fonte de calor. Se o piso for inflamável, devemos colocar uma base isolante que impeça que o calor da lareira seja transferido e cause danos. Essa base deve se estender pelo menos 30 centímetros para frente e 15 centímetros para cada lado da lareira.

Saída de fumos e conexão com a chaminé

A saída de fumos deve garantir que tudo saia adequadamente. Para isso, é necessário assegurar que o tubo esteja reto, sem ângulos que reduzam a eficácia. Se for necessário colocar um cotovelo, este não deve ser maior que 45º. Além disso, seria recomendável instalar portas personalizadas para lareira com o objetivo de isolar o fogo e canalizá-lo sempre para cima.

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
Diferenças entre fogões a gás e elétricos

Utilize tubos de aço inoxidável ou vitrificados, que são resistentes a altas temperaturas e à corrosão. Certifique-se de que o diâmetro do tubo seja o mesmo que o da saída da estufa e o da chaminé.

como instalar fogão a lenha

Altura e acabamento da estufa

O tamanho da saída dependerá em grande medida das características da habitação, embora quanto mais alto for o tubo, melhor será a ventilação. O diâmetro é preferível que seja o mesmo que o da saída da estufa. Não é recomendado ampliar ou reduzir isso.

Além disso, instale um chapéu ou ventilação na saída da chaminé para evitar a entrada de água, animais ou elementos estranhos. Certifique-se de que o chapéu tenha uma malha antichamas para prevenir incêndios no telhado.

Ao redor da saída, no exterior, deve haver um espaço de cerca de 10 metros onde não haja elementos que bloqueiem a saída, como árvores ou muros. O tubo deve se elevar pelo menos um metro acima do ponto mais alto do telhado, pois, caso contrário, a fumaça pode voltar pelo tubo.

Ventilação e entrada de ar

Deve-se garantir uma ventilação adequada para evitar a acumulação de resíduos, além de a estufa precisar de uma boa entrada de ar para uma combustão adequada da lenha. Se a habitação for hermética, considere instalar um duto de entrada de ar direto da parte externa para a estufa, pois é essencial garantir uma combustão eficiente e evitar a acumulação de gases nocivos.

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
Umidade na madeira e problemas de combustão

Revestimento isolante térmico

Um bom revestimento é fundamental para garantir a segurança e o desempenho energético. Deve ser ignífugo e reter o calor ao mesmo tempo que assegura que a instalação esteja bem protegida e segura. Um fogão mal isolado pode durar muito menos tempo, consumir mais combustível e gerar menos calor do que o esperado, além de representar um risco potencial para aqueles que estão próximos.

Você deve usar materiais ignífugos e isolantes térmicos como tijolos refratários, placas de gesso ignífugas ou placas de silicato cálcico para proteger as paredes e o teto próximos ao fogão.

como instalar fogão a lenha

Limpeza e manutenção do fogão a lenha

A manutenção regular do fogão a lenha é fundamental para garantir um funcionamento seguro e eficiente. Limpe periodicamente o fogão, removendo cinzas e resíduos da câmara de combustão. Além disso, inspecione e limpe o tubo pelo menos uma vez por ano, preferencialmente antes da temporada de aquecimento, para remover fuligem e creosoto acumulados.

Se você seguir essas dicas, terá um fogão a lenha funcionando perfeitamente. Lembre-se de consultar um profissional em caso de dúvidas.