Tipos, usos e classificação de extintores de incêndio.

Tipos, usos e classificação de extintores de incêndio.

Quando falamos de risco de incêndios, muitas vezes não paramos para pensar que existem diferentes classes. Dependendo dos materiais, da origem ou das condições do fogo, o incêndio é classificado por tipos, para os quais são utilizados extintores específicos.

Os extintores são a última linha de defesa na hora de prevenir um incêndio, atuando como barreira para impedir a propagação do fogo quando ele começa a sair de controle ou ocorre de forma fortuita. Vamos ver quais são os tipos de fogo e quais extintores são adequados para cada caso.

Hoje em HotFireDoor falamos sobre os diferentes tipos de extintores para incêndios que existem no mercado e o uso dado a cada um deles. Contamos tudo sobre os extintores e suas propriedades.

Classificação dos incêndios de acordo com a origem

Os incêndios são classificados de acordo com o tipo de material que está queimando, o que determina qual tipo de extintor deve ser usado para combatê-los. Existem cinco classes principais de incêndios, identificadas por letras e símbolos de cores diferentes:

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
O que é o fogo e como funciona?

Classe A: Incêndios de materiais sólidos de origem orgânica

Esses incêndios envolvem materiais como madeira, papel, papelão e tecido. São identificados pela letra A dentro de um triângulo verde.

Classe B: Incêndios de líquidos e materiais inflamáveis

Os incêndios da classe B envolvem substâncias como gasolina, óleo, álcool, cera e plásticos. São representados pela letra B dentro de um quadrado vermelho.

Classe C: Incêndios de origem elétrica

Esses incêndios ocorrem em equipamentos elétricos, como computadores, painéis elétricos e tomadas. São identificados pela letra C dentro de um círculo azul.

Classe D: Incêndios de metais combustíveis

Os incêndios da classe D envolvem metais como potássio, sódio, magnésio e alumínio, especialmente na forma de pó. Eles são representados pela letra D dentro de uma estrela amarela de cinco pontas.

Classe K: Incêndios de óleo e gordura em cozinhas

Os incêndios da classe K envolvem óleos e gorduras de cozinha, que são difíceis de extinguir com água. Eles são identificados pela letra K, geralmente dentro de um hexágono ou quadrado branco.

Tipos de extintores e suas aplicações

Existem vários tipos de extintores de incêndio, cada um projetado para combater diferentes classes de incêndios. Alguns extintores podem ser eficazes contra vários tipos de incêndios, enquanto outros são específicos para apenas um tipo. É fundamental selecionar o extintor adequado para garantir a segurança e eficácia no combate ao fogo. Ter um desses à mão é uma forma de manter nossa casa segura.

tipos de extintores,Extintores,fogos

Extintores de água

Esses extintores são eficazes para incêndios da classe A, mas nunca devem ser usados em incêndios elétricos (classe C). Os extintores de água pulverizada, uma melhoria em relação aos extintores de água tradicionais, também podem ser usados em incêndios da classe C.

TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
Chaves para a segurança passiva contra o fogo

Extintores de espuma

A espuma resfria e sufoca as chamas, tornando esses extintores adequados para incêndios das classes A e B. A espuma forma uma barreira que impede o acesso ao oxigênio e evita a propagação do fogo.

Extintores de dióxido de carbono (CO2)

Os extintores de CO2 são ideais para incêndios das classes B e C. O dióxido de carbono é armazenado em alta pressão no extintor e, quando liberado, resfria rapidamente o material em chamas e desloca o oxigênio que alimenta o fogo.

Extintores de pó químico seco

Estes extintores são eficazes para incêndios de classe A, B e C. O pó químico seco funde com o calor e cria uma barreira que sufoca o fogo. Alguns compostos específicos de pó químico seco são usados para incêndios de classe D, dependendo do tipo de metal envolvido.

Extintores de acetato de potássio

Especificamente projetados para incêndios de classe K, esses extintores utilizam acetato de potássio, que ao entrar em contato com o óleo se converte em sabão e apaga o fogo.

Seleção e manutenção de extintores

Para garantir a segurança e efetividade no combate a incêndios, é essencial selecionar o tipo adequado de extintor e mantê-lo em boas condições.

Seleção do extintor adequado

Ao escolher um extintor, certifique-se de que ele esteja projetado para combater os tipos de incêndios que possam ocorrer no ambiente onde será instalado. Por exemplo, um extintor de CO2 seria apropriado para uma área com equipamentos elétricos, enquanto um extintor de acetato de potássio seria adequado para uma cozinha.

Manutenção e cuidados com os extintores

É importante realizar revisões regulares e manutenção dos extintores para garantir seu correto funcionamento em caso de emergência. Isso inclui:

  • Verificar a data de validade e substituir os extintores expirados.
  • Inspecionar regularmente o extintor em busca de danos ou corrosão e reparar ou substituir conforme necessário.
  • Verificar o manômetro para garantir que o extintor tenha a pressão adequada.
  • Realizar uma manutenção profissional anual ou de acordo com as recomendações do fabricante.
TAMBIÉN TE PUEDE INTERESAR:
O que é o fogo e como funciona?

Treinamento no uso de extintores

Saber como usar corretamente um extintor em caso de incêndio é fundamental para garantir a segurança e minimizar danos. O treinamento no uso de extintores deve incluir:

  • Identificação dos tipos de incêndio e dos extintores adequados para cada um.
  • Técnicas de uso correto, como o método PASS (puxar o pino de segurança, apontar para a base do fogo, apertar o gatilho e movimentar a mangueira em um movimento de varredura).
  • Conhecimento de quando é seguro combater um incêndio e quando é necessário evacuar e chamar os serviços de emergência.

Cursos e treinamentos em combate a incêndios

Existem diversos cursos e programas de treinamento disponíveis para ensinar funcionários e particulares a utilizar corretamente os extintores e lidar com situações de incêndio. Esses cursos podem incluir treinamento teórico e prático, bem como simulações de incêndio para garantir que os participantes estejam totalmente preparados em caso de uma emergência real.

Regulamentações e normas sobre extintores

É fundamental cumprir as normas e regulamentações locais e nacionais relacionadas à instalação, manutenção e uso de extintores de incêndio. Essas regulamentações podem variar de acordo com o país e a jurisdição, mas geralmente incluem requisitos como:

  • A instalação de extintores em locais acessíveis e visíveis.
  • A colocação de extintores a uma distância específica entre si e em relação às saídas de emergência.
  • A inclusão de sinalização adequada para indicar a localização dos extintores.
  • A realização de inspeções e manutenção periódicas nos extintores.
  • O treinamento da equipe no uso e manuseio de extintores.